Blog

Dr. Jorge fala sobre vegetais para animais de estimação

Assunto bastante lembrado por proprietários de animais de estimação e por especialistas, resolvemos selecionar alguns pontos importantes para você navegar bem por este tema:

Considerando que, por essência, cães e gatos são carnívoros, podemos utilizar os vegetais como petiscos ou como estratégia para a distração dos seus apetites vorazes. Neste sentido, são mais saudáveis do que os petiscos industrializados.

Não se recomenda a substituição de rações ou comidas caseiras para animais de estimação por vegetais. Estes devem ser entendidos como complemento à alimentação principal e como um agente promotor da saúde.

No caso dos cães, os vegetais misturados na ração podem funcionar bem como uma boa alternativa para aqueles que não são muito fãs do alimento principal. Todavia, para os felinos – que são mais seletivos – é raro esta estratégia obter êxito.

Dentre os vegetais recomendados estão a cenoura (auxilia na saúde oral), o alface (rico em fibras), a couve, a beterraba e abóbora.

  • Alface e couve, reforçando, são ricas em ferro e fibras e melhoram o trânsito intestinal. São muito utilizadas, inclusive, no tratamento de cães obesos por aumentar a sensação de sacies.

Alguns vegetais não indicados para fazer parte da dieta dos pets:

  • Pimenta: favorece o surgimento de gastrite.
  • Tomate: pode causar arritmias cardíacas, salivação, diarreia e vômito.
  • Cebola: ataca os glóbulos vermelhos, gerando anemia profunda.
  • Batata crua: contém substância tóxica para o animal.

Crédito texto: Dr. Jorge P. de Morais – CRMV-SP 6168

Médico Veterinário Especializado em Ortopédica (Animal Place)

Compartilhar:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn